Retrô não é retrocesso!


Arte Retro, Retrogaming (“Jogos retros”), Carros Retro, Moda Retro, Retro Esporte, Música retrô… Nossa, Quanta coisa! Pois é pessoal, o estilo retrô está em tudo. Segundo a definição “Wikipédica” Retrô ou Retro é um estilo cultural desatualizado ou velho, uma tendência, hábito, ou moda do passado pós-moderno global, mas que com o tempo se tornam funcionalmente ou superficialmente a norma mais uma vez.”

professor ludovico Von Pato

Em se tratando de design e, especificamente, design de interiores, retrô é algo bastante moderno. Os móveis e objetos de decoração por terem formas retilíneas e simples atraem a maioria dos gostos. O uso das cores fortes e, na maioria das vezes, a utilização de formas geométricas dão um ar sempre moderno ao estilo.

retrô

retrô

COLAGEM 4

Sempre fui fã do estilo retrô e quando pensei em escrever esse post comecei a dar uma pesquisada no nosso amigo google. Confesso que os textos escritos de design de interiores sobre esse estilo não me agradaram muito. Vejamos então qual a minha teoria sobre o estilo retrô.

O retrô sempre esteve e sempre estará no nosso dia a dia. A medida que vamos crescendo deixamos muita coisa para trás. Nossas lembranças, nossos brinquedos, nossa coleção de papel de carta (eu tenho até hoje : ), nossas fitas cassetes com nossos filmes favoritos, enfim… nosso passado não fica só na memória, ele também está presente nos objetos que fizeram parte de nós.

Quando eu vim morar em Manaus, bastante longe da minha cidade natal (Recife), trouxe comigo uma caixa de discos de vinil. Na verdade nem sabia o que faria com eles, pois nem toca disco de vinil eu tinha. Mas de alguma forma não queria jogá-los fora. No fundo era uma forma de materializar o que de melhor eu tive na vida: minha infância. Lembro da minha mãe colocar para tocar aqueles discos nos finais de semana. Adorava aquelas músicas. Minhas brincadeiras sempre tiveram um fundo musical e isso eu levo até hoje em minha vida.

Depois de 1 ano morando em Manaus criei vergonha na cara e comprei um toca disco de vinil. Comprei um moderno, com entrada USB e tudo mais. Sempre que vou pintar ou fazer algum trabalho manual coloco um disco e recordo com carinho das músicas que embalaram a época mais feliz da minha vida.

Meu cantinho retrô

Quando falamos em retrô no design de interiores temos que ter bastante cuidado com a sua utilização. Nossa casa é a nossa morada, é a nossa terceira pele, e é por isso que ela tem que ter a nossa cara e a nossa identidade. Não é simplesmente comprar vários móveis e vários objetos de decoração no estilo retrô porque estão na moda. Cada cantinho da sua casa tem que “falar” de você. Nada melhor do que entrar em casa e “SE SENTIR EM CASA”. Isso só acontece quando planejamos cada cômodo com carinho e amor.

Nada mais retrô do que discos de vinil. Mas eu não os trouxe para dentro da minha casa porque queria ter um espaço super, mega, ultra retrô. Eu os trouxe porque, de alguma forma, eles iriam me fazer bem e de quebra teria uma decoração bacana no cantinho da minha casa.

Retrô é isso, é aquele objeto, aquele móvel, aquele lugar que te remete ao passado, às suas lembranças mais antigas e felizes.

Existem muitas maneiras criativas de você inserir o estilo retrô na sua casa. Umas mais simples, outras nem tanto. Adoro simplificar as coisas, mas esses dias tive uma ideia que futuramente colocarei em prática e ela não é tão simples assim. A ideia é a seguinte… quando eu era criança passava muito tempo na casa da minha avó. Os melhores momentos da minha vida estão naquela casa, super antiga e retrô. Uma das características marcantes dela era o seu piso. Posso viver 100 anos, mas vou lembrar nitidamente do desenho daqueles ladrilhos.

Piso da vovó

O piso, apesar de não ter mais ninguém morando na casa, continua intácto. Pois é gente, os materiais daquela época eram feitos para durar. Futuramente a casa será destruída e irão construir uma pousada no seu terreno. Derrubar a casa e não preservar aquele maravilhoso piso seria um crime. Foi pensando nisso que eu pedi permissão para retirar todo o piso da casa (com a ajuda de profissionais especializados) e, futuramente, irei utilizá-los para revestir toda uma parede da casa da minha mãe. Nessa parede irei colocar várias fotos da família de pessoas que um dia fizeram a história daquela casa. Com esse simples ato irei inserir o estilo retrô, pois o ladrilho hidráulico, que é esse tipo de piso, está super em alta no momento e, ao mesmo tempo, preservarei uma história de uma bela família.

RETRÔ

Mas essa dica é um pouco difícil de ser colocada em prática, apenas mencionei aqui para vocês terem uma ideia de como podemos decorar a nossa casa com conteúdo e amor. A dica que darei agora é um pouco mais simples, mas tem tudo a ver com o estilo retrô e com esse post. Irei ensinar a fazer um relógio de disco de vinil com seus CD’s velhos. Pois é, é um disco de vinil disfarçado, pois nem todo mundo tem discos antigos guardados em sua casa. A maioria das pessoas já jogaram fora, mas ainda curtem essa época e querem, de alguma forma, relembrá-la. Uma coisa é certa, todo mundo tem CD’s velhos que estão aguardando um dia serem jogados no lixo. Então nada melhor do que reaproveitá-los.

Então vamos lá!

passo a passo

passo a passo

passo a passo

E aí pessoal, o que acharam da dica? Se gostaram curtam minha fan page clicando aqui. Para lerem mais sobre o assunto, aprender novas dicas de decoração e saber como ter uma casa saudável, confortável e bonita é só dá uma olhadinha no meu blog.