Faça você mesmo a sua horta orgânica.


7281051340_caeecd1f23_z

Já pensou em ter a sua própria horta?

Hoje em dia existem várias maneiras de driblar a falta de espaço nos apartamentos e cultivar a sua própria hortinha orgânica.

Confiram as dicas, coloquem em prática e tenham uma vida mais saudável!

colagem 1

Aqui em casa eu arrisquei fazer um jardim vertical com garrafas pet. Pois é pessoal, sobra para nós; artistas, artesões, designers e loucos; encontrar um destino para as milhões de garrafas pet jogadas por aí.

E num é que deu certo! Não plantei ervas, apenas plantas de sombra para que pudessem ficar dentro de casa. Mas pode perfeitamente servir para plantar a sua horta. Fica a dica!

colagem

Fácil, não!?

De nada adianta fazer a sua hortinha e não ter conhecimento das propriedades e aplicações de cada erva na culinária e no nosso dia a dia. Então aí vai!

Oito ervas purificadoras:

“1 –  Orégano (Origem: Mediterrâneo)
O aroma marcante desta erva promove vigor e ajuda na tomada de decisões. O orégano e a manjerona são plantas usadas para fortalecer o amor e proteger a casa. Um vaso com essas ervas é um ótimo presente para quem está triste e deprimido, pois elas atraem alegria e pensamentos felizes.
2 – Sálvia (Origem: Mediterrâneo)
Essa planta costumava ser colocada ao lado de uma pessoa enferma para que a folha (comprida, peluda e rugosa) pudesse absorver a energia ruim para depois ser queimada. Na mitologia, a sálvia aparece como um escudo contra mau-olhado e olho gordo.
3 – Alecrim (Origem: Mediterrâneo)
Segundo a cultura popular, suas folhas fazem a energia circular, evitando o acúmulo de vibrações negativas. A infusão usada no banho ou borrifada no ambiente traz equilíbrio e alegria.
4 – Manjericão (Origem: Ásia)
Associado à riqueza, abundância e boa sorte. Dizem que, na casa onde são cultivados sete tipos diferentes de manjericão, o dinheiro e a prosperidade são garantidos. Seu aroma é considerado estimulante e revitalizador. Usado no banho, “lava” toda a energia ruim. Diz a crença popular que pessoas que fazem trabalhos intelectuais rendem mais  quando têm um vaso da erva no ambiente.
5 – Louro (Origem: Oriente)
Desde a Antiguidade ele representa a glória, o triunfo e a fama, tendo sido muito usado pelos gregos e romanos como símbolo de status. Segundo a crença popular, manter uma folha seca dentro da carteira atrai dinheiro. E a infusão usada no banho ou no ambiente purifica e relaxa.
6 – Hortelã (Origem: Mediterrâneo)
Existem várias espécies de hortelã e a mais comum no Brasil é a piperita. Possui efeito calmante e harmonizador. Também ajuda a dissolver emoções negativas, como a raiva, e é indicada contra as decisões impulsivas.
7 – Boldo do chile (Origem: Chile)
É usado para acalmar, permitindo que você tenha uma visão melhor para os negócios e, com isso, maior chance de prosperar. Curiosamente, a fitoterapia recomenda o boldo para problemas digestivos e para manter o fígado (órgão da ira) equilibrado.
8 – Babosa (Origem: África)
Foram os escravos que trouxeram essa planta para o Brasil. Eles acreditavam que ela tivesse o poder de afastar qualquer tipo de doença. O gel encontrado no interior da folha é considerado excelente para fortalecer os fios de cabelo e tratar queimaduras.”

Aplicações na culinária:

“1 – Louro
Plantado no solo, vira uma árvore de grande porte. Suas folhas, famosas por trazer sorte, caem bem em molhos de peixes e carnes. Antes de servir, devem ser retiradas para não amargarem a comida.
2 – Pimenta
Pelo seu colorido são as grandes vedetes dos jardins de ervas. De diferentes tamanhos, podem ser vermelhas, verdes, amarelas e roxas. Na culinária são amplamente utilizadas.
3 – Manjericão
Existem várias espécies de manjericão. Florescem com facilidade, decorando e perfumando os herbários. Suas folhas são tradicionalmente utilizadas em molhos de pizzas e massas.
4 – Orégano
Em vasos, suas folhas frescas têm um perfume mais suave do que quando secas. Para desidratá-las, colha alguns ramos e mantenha-os envoltos em papel pardo, em local fresco, seco e arejado.
5 – Hortelã
Ao crescer, os ramos da menta (como também é chamada) se embrenham na terra. Suas folhas, muito aromáticas, têm propriedades digestivas e podem ser usadas em chás, saladas, carnes e quibes.
6 – Sálvia
Desenvolve-se muito bem em vasos e é uma ótima opção para temperar aves e carnes gordurosas. Digestiva, também pode ser usada no preparo de manteigas, pães e vinagres aromatizados.
7 – Cebolinha
Nos seus delicados maços é muito comum haver folhas murchas ou amareladas. Ao selecioná-las para o consumo (omeletes, saladas, patês, sopas, etc.) prefira as verdinhas e túrgidas.
8 – Alecrim
Quando as mudas são plantadas em grandes vasos, transformam-se em vigorosos arbustos. Suas folhas (estimulantes) são muito utilizadas em chás ou no tempero de carnes, peixes e aves.
9 – Salsinha
Em vasos grandes, pode chegar a um metro de altura. Por conta do aroma suave e agradável das folhas, esta herbácea é utilizada em diversos pratos: saladas, sopas, molhos e temperos em geral.”

montar-horta-abre325x167

É isso aí pessoal, espero que tenham gostado das dicas e que no futuro eu possa ver vocês colocando em prática todas elas.

Fonte:

http://www.jardinaria.com.br/site/2009/09/ervas-e-hortalicas-caracteristicas-e-aplicacoes-na-culinaria/

http://www.jardinaria.com.br/site/2010/04/o-poder-das-ervas/

6 comentários sobre “Faça você mesmo a sua horta orgânica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s